VISITAR

Ponta Delgada

É uma cidade magnífica. As paredes caiadas de branco contrastam com as calçadas portuguesas de rocha negra basáltica. A não perder: Passear na marginal, o Forte São Brás, o Convento da Esperança e Igreja do Espírito Santo e Igreja de São José, na parte ocidental da cidade. No centro: a Igreja Matriz, as Portas da Cidade, o Palácio da Conceição e as várias ermidas espalhadas pela cidade. É possível conhecer a história do mar, da pesca e da caça à baleia, no arquipélago, visitando o museu Carlos Machado. Aconselha-se a subida à Torre Sineira da Câmara, uma torre do século XVIII, na praça Vasco da Gama.

Lagoa das Sete Cidades

Imagem de marca da ilha de São Miguel. Parte azul, parte verde, a lagoa preenche a imagem que todos têm dos Açores. As melhores vistas da lagoa são do miradouro Vista do Rei, mas vale a pena ir até à aldeia das Sete Cidades e explorar um pouco as suas margens.

Ponta da Ferraria

É um local onde a água quente, aquecida por vapores vulcânicos, se mistura com a água fria do mar, numa enseada que forma uma pequena piscina natural. Visitar a Ferraria e tomar banho nas águas quentes é um dos pontos altos de qualquer viagem a São Miguel, sendo necessário estar atento às marés. Quando a maré está cheia a água quente quase não se sente e, quando a maré está baixa, a água é demasiado quente. Assim, se vai à Ferraria, planeie a sua visita em função da maré, e apanhe a altura em que a maré está a descer ou a subir.

Parque Terranostra

O Parque Terranostra, próximo das Furnas, é fantástico para passar um dia de Primavera. As piscinas de água quente são óptimas para relaxar, mas os jardins do palácio dão um belo passeio e servem de cenário a um magnífico piquenique açoriano, desfrutando dos lagos, dos recantos escondidos e das inúmeras espécies autóctones que ali existem.

Lagoa do Fogo

Provavelmente a lagoa mais bela de São Miguel. Não é fácil apanhar o céu limpo para ver a lagoa. tendo essa sorte, as vistas é encantadora. Há várias paragens na estrada para apreciar a magnífica lagoa, a qual ocupa uma caldeira vulcânica, mas o ideal é mesmo descer lá abaixo. A descida demora um pouco mais de 30 minutos.

Ilhéu de Vila Franca do Campo

A visita ao ilhéu de Vila Franca do Campo constitui um excelente passeio para um dia de bom tempo. Para chegar ao ilhéu é necessário apanhar-se o barco em Vila Franca do Campo. A travessia normalmente inicia-se no mês de Maio e faz-se até meio do outono. A travessia é rápida, (menos de meia hora). No ilhéu há praia de areia, quando a maré está baixa, ou praia de rocha, quando a maré está alta. Existe ainda uma espécie de piscina natural no interior, onde as águas são calmas. É um bom local para a prática do mergulho e/ou snorkel.

Praia de Mosteiros

Na praia de Mosteiros existem dois rochedos gigantes que parecem querer fugir do mar. Há quem diga que são as ruínas da perdida Atlântida. Esta é a praia mais bonita da ilha de São Miguel. Pequena, de areia negra plena de olivina, um mineral associado às rochas vulcânicas (cristais verdes fluorescentes na areia). A praia é um excelente lugar para estender a toalha e aproveitar o calor da Primavera.

Furnas

Nas Furnas há muito para fazer: explorar as fumarolas e geysers no meio da povoação, contemplar as formas de vulcanismo secundário do vulcão das Furnas ou dar um passeio pelo parque e pela caldeira. Por experimentar não devem ficar os pães levedos das Furnas e há que guardar tempo para uma volta pela povoação. A não perder o famoso cozido das Furnas, preferencialmente feito por quem o irá degustar.

Poça da Dona Beija

A Poça da Dona Beija é um conjunto de piscinas próximo das Furnas. As águas estão a uma temperatura de 39º C. Mesmo num dia de calor os banhos são muito relaxantes e terapêuticos. A Poça da Dona Beija faz parte de um conjunto de nascentes férreas e quentes associadas aos fenómenos de vulcanismo secundário bem evidentes na Caldeira do Vulcão das Furnas. No local encontra-se uma nascente natural de água quente, dentro de uma gruta, que fornece as duas piscinas, uma zona para molhar os pés ou o corpo, e parte da ribeira, que alberga uma comporta removível, proporcionando uma mistura de água quente e fria.

Caldeira Velha

A Caldeira Velha é um dos lugares mais visitados na ilha de São Miguel. Um Monumento Natural que tem uma queda de água quente escorre pelas rochas vulcânicas em direcção a uma pequena lagoa. Existem manifestações secundárias de vulcanismo activo e duas poças de água quente: uma pode chegar aos 25 graus e outra, com água da fumarolas, que varia entre os 35 e os 38 graus.